ATENDIMENTO online


Faça o login Entrar

O que são operações estruturadas?

Operações estruturadas implicam a combinação de dois ou mais instrumentos financeiros, com o objetivo de aproveitar oportunidades para auferir ganhos no mercado ou para a proteção contra riscos existentes.

As operações estruturadas permitem ao investidor, por exemplo, ganhar parte da alta de um ativo, bolsa, dólar, ou juros, sem um risco elevado de perda do principal. Algumas modalidades dão a oportunidade do investidor ganhar muito mais que a variação do ativo, ou apenas a variação dos juros no período.

As operações estruturadas permitem ainda a junção de vários derivativos para a criação de investimentos que contemplam proteção e rentabilidade.

Assim, o investidor pode diversificar sua carteira e ampliar o retorno de seus investimentos.

Por que investir em operações estruturadas?

No investHB, as operações são desenvolvidas de acordo com o perfil e objetivo de cada cliente.

Com o investHB, você poderá obter conhecimento preciso e atualizado sobre as práticas legais e as condições de mercado.

O investHB oferece operações estruturadas nos mercados à vista de ações, opções e derivativos financeiros.

 

Como investir em operações estruturadas?   

As operações estruturadas permitem ao participante realizar operações ou assumir posições de forma concomitante em diferentes mercados, modalidades ou vencimentos, de forma que a soma das diversas posições resulte na operação final desejada. Para facilitar a execução dessas estratégias, bem como eliminar os riscos associados à não-execução de determinadas pontas da estratégia, ou a sua execução em condições diferentes das originalmente existentes na BM&FBovespa, são admitidas as negociações de algumas das estratégias mais comumente utilizadas, através das operações estruturadas descritas nos próximos itens.

Estratégias de investimento disponíveis no investHB:

• Long & Short
É uma estratégia que envolve simultaneamente uma operação de compra (Long) e uma de venda (Short). Esta operação busca a performance relativa entre ambos (posição comprada e vendida). Ou seja, a compra deve se valorizar mais (ou desvalorizar menos) do que a venda. Nesta operação, o investidor não fica tão exposto ao risco do mercado (risco sistêmico), sendo afetado portanto pelos riscos específicos dos ativos envolvidos na operação. Em outras palavras, a direção do mercado (por exemplo Ibovespa) tem importância secundária, a performance relativa do par passa a ser o foco da análise.

• Travas com opções
Operações de estratégia envolvendo combinações de opções. Essas operações de estratégias são denominadas travas específicas e têm seu preço determinado a partir da diferença ou da soma de prêmios. A estratégia mais comumente realizada no mercado de opções é o Box de Quatro Pontas.

• Basket
Um basket é um grupo de vários títulos criado com o intuito de ser vendido ou comprado simultaneamente. Os baskets são frequentemente usados em program trading.

• Volatilidade
Arbitragem de Volatilidade
Arbitragem de Volatilidade de Opções de DI
Skew de Volatilidade

 

Quais são os riscos das operações estruturadas?

Para toda operação haverá uma relação de risco e retorno, que dependerá da forma de sua estruturação, considerando os mercados, ativos, taxas/preços e prazos envolvidos, de modo a atingir os objetivos da estratégia previamente definida.
De modo geral, vale a máxima de quanto maior a possibilidade de retorno, maior o risco incorrido na operação.

 

Quais são os custos para operações estruturadas?

Para saber quais são os custos envolvidos na execução das operações estruturadas entre em contato pelo telefone 0800 728 0300 ou sac@investhb.com.br.

Aproveite as facilidades do investHB e invista já em operações estruturadas

Abra sua conta →

Assuntos relacionados

Perguntas Frequentes (FAQ)

Trata-se de uma operação entre ações da mesma empresa. Por exemplo, uma posição comprada em VALE5 e vendida em VALE3. Dentre todos os tipos de operações Long & Short, pode ser considerada a mais conservadora, por apresentar o menor risco esperado – e, consequentemente, também o menor retorno.
Trata-se de uma operação de compra e de venda de ações de empresas do mesmo setor. Por exemplo, uma posição comprada e vendida dentro do setor de energia. Por serem ativos do mesmo setor, a distorção nos preços tende a não ser tão grande e direcional, implicando consequentemente menores retornos e riscos esperados.
Trata-se de uma operação entre ações de diferentes setores. Dado que os ativos podem ser impactados por muitas variáveis distintas, espera-se uma distorção maior de preços. Logo, pode apresentar um maior risco e, também, um maior retorno associado.
Apesar de muito utilizados por gestores profissionais, as estratégias Long & Short não se traduzem necessariamente em ganhos efetivos. A escolha correta das posições e o timing continuam sendo determinantes para o resultado da operação.