ATENDIMENTO online


Faça o login Entrar

Stop de compra

Com o stop de compra, também conhecido como ordem start, você programa uma ordem de compra para ser enviada à Bolsa quando o preço do ativo atingir ou ultrapassar o preço pré-determinado por você como o preço de disparo da ordem.

Assim, você consegue aproveitar as melhores oportunidades do mercado, sem precisar ficar preso ao computador esperando as ações atingirem o preço desejado.

Entenda melhor com o exemplo a seguir:

Vamos imaginar que um investidor deseja comprar uma ação quando estiver ao preço de R$ 45,00.

A cotação atual do papel é R$ 44,00.

Para efetuar essa compra, basta que o investidor configure um stop de compra com o preço de disparo de R$ 45,00 e com um preço limite de R$ 45,20, por exemplo

Stop de venda

Com esse mecanismo o investidor consegue programar uma ordem de venda para ser enviada à Bolsa quando o preço do ativo atingir o preço de disparo determinado. Assim o investidor consegue limitar possíveis prejuízos nas operações.

No stop de venda, podem ser programados dois preços, um para o caso de lucro (stop gain) e outro para o caso de prejuízo (stop loss). O preenchimento do preço de stop loss é obrigatório, já o do stop gain é facultativo.

Entenda melhor com o exemplo a seguir:

Depois de executada a compra, pode-se configurar um stop de venda, programando os preços de venda para ganhos e perdas.

Suponha que um investidor comprou uma ação a R$ 12,00. O preço com lucro desejado por ele é R$ 14,00 e o preço de perda máxima aceita é de R$ 10,00.

Stop Loss
Preço de Disparo: R$10,50
Preço Limite: R$10,00

Stop Gain
Preço de Disparo: R$14,50
Preço Limite: R$14,00

Neste exemplo, caso o papel atinja um valor igual ou inferior a R$ 10,50, será enviada a venda do stop loss a R$ 10,00 e o stop gain será cancelado. Caso o papel atinja ou supere o valor de R$ 14,50, será enviada a ordem de venda do     stop gain a R$ 14,00 e o stop loss será cancelado.

Stop móvel

Com o stop móvel você pode programar uma venda assim como no stop venda. Quando o preço do papel chega ao preço programado, a ordem é enviada ao preço definido por você.

Porém, diferente do stop venda, à medida que a cotação do papel aumenta, o stop móvel reprograma automaticamente os valores de perda programados.

Entenda melhor com o exemplo a seguir:

Um investidor envia uma ordem stop móvel para ITUB4, que no momento está cotado a R$ 10,00.

Preço de disparo do loss: R$ 9,10
Preço limite do loss: R$ 9,00
Início: R$ 11,00
Ajuste: R$ 0,50

Neste exemplo, quando ocorrer algum negócio neste papel no valor de R$11,00 (início) ou mais, será somado R$0,50 (ajuste) ao preço de disparo e ao preço limite.

Os novos valores ficam com a seguinte configuração:
Preço de disparo do loss: R$ 9,60
Preço limite do loss: R$ 9,50

Caso a cotação do papel continue subindo, o valor do preço de disparo e do preço limite sobem conforme a cotação do papel. Quando o papel subir R$ 0,01 (um centavo), o preço de disparo e preço limite sobem R$ 0,01(um centavo) também.

Caso o preço do papel recue, por exemplo, de R$ 11,50 para R$ 10,90, os preços de disparo do loss e o preço limite loss permanecem inalterados.

Trava de alta

A operação de trava de alta é uma operação que consiste na compra de uma opção de compra (call), junto à venda simultânea de outra opção de compra com preço de exercício maior e com a mesma data de vencimento.

Essa operação é ideal para o investidor que acredita que o papel se valorizará até a data de vencimento da opção, podendo, assim, obter lucro com a sua estratégia.

Trava de baixa

A operação de trava de baixa é uma operação que consiste na venda de uma opção de compra (call), junto à compra simultânea de outra opção de compra com preço de exercício maior e com a mesma data de vencimento.

Essa operação é ideal para o investidor que acredita que o papel se desvalorizará até a data de vencimento da opção, podendo, assim, obter lucro com a sua estratégia.

A trava de baixa requer uma chamada de margem, ou seja, uma garantia financeira para o tipo de investimento. O valor da garantia deve ser igual à diferença entre os strikes (preços de exercício) das opções, multiplicado pela quantidade negociada.

Adicionalmente, a Bovespa pode exigir nova chamada de margem, além daquela exigida pela corretora.

Lançamento coberto

Utilizada por investidores mais conservadores no mercado de ações, o lançamento coberto permite ao investidor efetuar uma venda de opções de compra (calls), com garantia em ações.

Para efetuar essa operação, a empresa do papel de garantia deve ser a mesma que a empresa da opção que será vendida, e o papel deve estar livre na custódia do cliente para fins de servir como garantia.

Entenda melhor com o exemplo a seguir:

Se o investidor deseja vender uma opção (no caso, uma opção de compra), com lançamento coberto, basta acessar a tela de lançamento coberto pelo sistema de home broker.

Garantia: papel que servirá de garantia para o lançamento.
Lançar: opção que será vendida no mercado.

Realize negociações de papéis na Bovespa

Abra sua conta →

Assuntos relacionados

Perguntas Frequentes (FAQ)

Para operar a trava de alta e a trava de baixa, siga os passos a seguir: 1. Faça o login 2. Acesse a plataforma de negociação HBPlus 3. Clique em "Trava" no menu da boleta de operações 4. Clique no tipo de ordem que desejar, "Alta" ou "Baixa" 5. Digite o código do ativo objeto 6. Escolha as opções que serão vendidas e compradas 7. Envie a ordem
O investidor pode fazer um lançamento coberto por dois motivos principais: (i) obter um retorno determinado já no momento do lançamento coberto, esperando ser exercido, ou (ii) apostando numa baixa de mercado, o investidor resolve fazer uma proteção, um hedge.
Para operar a trava de alta e a trava de baixa, siga os passos a seguir:
• Faça o login
• Acesse a plataforma de negociação HBPlus
• Clique em "Trava" no menu da boleta de operações
• Clique no tipo de ordem que desejar, "Alta" ou "Baixa"
• Digite o código do ativo objeto
• Escolha as opções que serão vendidas e compradas
• Envie a ordem
O investidor pode fazer um lançamento coberto por dois motivos principais: (i) obter um retorno determinado já no momento do lançamento coberto, esperando ser exercido, ou (ii) apostando numa baixa de mercado, o investidor resolve fazer uma proteção, um hedge.