ATENDIMENTO online


Faça o login Entrar

O que é um fundo de investimento?

Um fundo de investimento é formado pela união de um grupo de investidores, com o objetivo de realizar um investimento financeiro.

Nesse investimento, profissionais especializados cuidam dos investimentos por você e pelos demais integrantes do fundo.

O administrador é o responsável pelo fundo como um todo, pela sua constituição, pela prestação de informações aos cotistas e aos órgãos reguladores, e por cumprir com todas as obrigações estabelecidas através do seu regulamento.

Já o gestor é o responsável pela formação e o acompanhamento da carteira de ativos financeiros do fundo, ou seja, é ele quem tomará as decisões a respeito de onde aplicar o dinheiro, analisando as condições do mercado, os diversos tipos de investimentos disponíveis, os riscos envolvidos e a expectativa de obtenção da melhor rentabilidade possível.

Em resumo, o fundo é um condomínio de investidores, onde todos devem seguir as regras de funcionamento, dividem as despesas operacionais e, consequentemente, compartilham os rendimentos auferidos.

Por que investir em fundos de investimento?

Veja 6 vantagens de investir em fundos de investimento:

1. Especialistas do setor administram seu investimento de forma segura e eficiente

2. Permite acesso a diversos ativos, mesmo com pouco dinheiro para investir

3. Transparência nas negociações

4. Negociações com menores custos e possibilidade de maiores rentabilidades

5. Um investimento regulamentado e supervisionado pela CVM e ANBIMA

6. Possibilidade de escolha de produtos com a liquidez adequada às suas necessidades

Como investir em fundos de investimento?

1. Abra uma conta no investHB.

Para investir em fundos de investimento, primeiro abra a sua conta no investHB.

2. Decida o quanto deseja investir.

No investHB, os valores mínimos iniciais são baixos e variam de fundo para fundo. Basta você escolher os tipos de fundo de sua preferência e decidir o quanto deseja investir por fundo.

3. Escolha os fundos de investimento.

Informe-se sobre os fundos que tem interesse, escolha os que mais se adéquam aos seus objetivos e se precisar conte com a equipe investHB. Clique aqui e veja a lista de fundos disponíveis. 

4. Envie os recursos.

No investHB o envio do dinheiro pode ser feito por meio de TED ou DOC. Faça já o seu depósito.

5. Faça seu login no site, compre e pronto!

Investir em fundos pelo investHB é muito simples. Basta acessar a área do investidor do site, selecionar os fundos de sua preferência, seguir os passos indicados e pronto!

Quais são os riscos de investir em fundos de investimento?

Atualmente a regulamentação de fundos no Brasil é uma das mais seguras do mundo, porém todo investimento envolve algum tipo de risco.

O grau de risco de um fundo de investimento pode variar de acordo com cada fundo e, normalmente, está relacionado à carteira de investimento. Ou seja, fundos que investem em ações e em apenas um papel, por exemplo, podem ser considerados de alto risco. Já outros que investem de forma diversificada ou incluem ativos de renda fixa, podem ser considerados de menor risco (moderado ou até mesmo baixo).

Por isso, antes de investir, é importante avaliar qual é o seu perfil de investimento e qual é o seu objetivo. Isso envolve fatores como, quanto deseja investir, qual a expectativa de rendimento, o prazo de retorno e a classe de ativos que deseja investir (renda fixa, DI, ações ou multimercado).

Risco: o nível de risco depende do tipo/classe de cada fundo

Perfil de investidor: deve ser adequado ao tipo/classe do fundo escolhido

Quais são os custos para investir em fundos de investimento?

Todas as despesas, operacionais e de serviços, assim como, a Taxa de Administração e de Performance (se for o caso), estão descritas no Regulamento e Prospecto dos fundos.

A leitura dessa documentação é imprescindível antes de realizar o investimento.

Fundos de Ações

• Estratégia Ações Ibovespa Ativo
Fundos que utilizam o Índice Bovespa (Ibovespa) como referência, tendo objetivo explícito de superar este índice. Admitem alavancagem (um fundo é considerado alavancado sempre que existir a possibilidade de perda superior ao patrimônio do fundo, desconsiderando-se casos de default nos ativos do fundo).

• Estratégia Ações Valor
Fundos que têm como objetivo gerar retorno prioritariamente com posições direcionais no mercado de ações, seguindo uma análise fundamentalista que exige um prazo maior de maturação. Estes fundos podem ter posições em small caps (ações com baixa capitalização de mercado e pouca liquidez). Admitem alavancagem.

• Estratégia Ações Sustentabilidade/Governança
Fundos que investem somente em empresas que apresentam bons níveis de governança corporativa, ou que se destacam em responsabilidade social e sustentabilidade empresarial no longo prazo, conforme critérios estabelecidos por entidades reconhecidas no mercado ou supervisionados por conselho não vinculado à gestão do fundo. Os recursos remanescentes em caixa devem permanecer em investimentos de baixo risco, como Fundos Referenciado DI. Não admitem alavancagem.

• Estratégia Ações Dividendos 
Fundos cuja carteira investe somente em ações de empresas com histórico de dividend yield (renda gerada por dividendos) consistente ou que, na visão do gestor, apresentem essas perspectivas. Os recursos remanescentes em caixa devem permanecer em investimentos de baixo risco, como Fundos Referenciado DI. Não admitem alavancagem.

Fundos Multimercados

• Estratégia Macro
Fundos que realizam operações em diversas classes de ativos (renda fixa, renda variável, câmbio etc.), definindo as estratégias de investimento baseadas em cenários macroeconômicos de médio e longo prazos, atuando de forma direcional. Admitem alavancagem (um fundo é considerado alavancado sempre que existir possibilidade de perda superior ao patrimônio do fundo, desconsiderando-se casos de default nos ativos do fundo).

• Estratégia Trading
Fundos que concentram as estratégias de investimento em diferentes mercados ou classes de ativos, explorando oportunidades de ganho originados por movimentos de curto prazo nos preços dos ativos. Admitem alavancagem.

• Estratégia Arbitragem
Fundos que têm como objetivo capturar desde pequenas distorções entre preços de ativos semelhantes até grandes rupturas de preços de um único ativo. Este posicionamento é baseado em quesitos quantitativos, onde o gestor se apoia em modelos matemáticos e estatísticos para decidir quando e quais posições tomar. Neste caso, o controle de risco é uma peça fundamental para a proteção do patrimônio e, para isso, o gestor costuma utilizar softwares e programas sofisticados. Admitem alavancagem.

• Estratégia Long & Short – Neutro
Fundos que fazem operações de ativos e derivativos ligados ao mercado de renda variável, montando posições compradas e vendidas, com o objetivo de manterem a exposição neutra ao risco do mercado acionário. Os recursos remanescentes em caixa devem permanecer em investimentos de baixo risco, como Fundos Referenciado DI. Admitem alavancagem.

• Estratégia Long & Short – Com Direcional
Fundos que fazem operações de ativos e derivativos ligados ao mercado de renda variável, montando posições compradas e vendidas. O resultado deve ser proveniente, preponderantemente, da diferença entre essas posições. Os recursos remanescentes em caixa devem permanecer em investimentos de baixo risco, como Fundos Referenciado DI. Admitem alavancagem.

Fundos de Previdência:

•  Previdência Referenciado DI
Fundos que objetivam investir, no mínimo, 95% do valor de sua carteira em títulos ou operações que busquem acompanhar as variações do CDI ou Selic, estando também sujeitos às oscilações decorrentes do ágio/deságio dos títulos em relação a estes parâmetros de referência. O montante aplicado em operações que busquem acompanhar as variações destes parâmetros de referência deve ser aplicado somente em operações permitidas para os Fundos Curto Prazo. Esses fundos seguem as disposições do artigo 94 da Instrução CVM nº 409.

• Previdência Renda Fixa
Fundos que buscam retorno por meio de investimentos em ativos de renda fixa (sendo aceitos títulos sintetizados através do uso de derivativos), admitindo-se estratégias que impliquem risco de juros e de índice de preços do mercado doméstico. Excluem-se estratégias que impliquem exposição de moeda estrangeira ou renda variável (ações, etc.). Devem manter, no mínimo, 80% de sua carteira em títulos públicos federais, ativos com baixo risco de crédito ou sintetizados, via derivativos, com registro e garantia das câmaras de compensação. Não admitem alavancagem (um fundo é considerado alavancado sempre que existir possibilidade de perda superior ao patrimônio do fundo, desconsiderando-se casos de default nos ativos do fundo).

• Previdência Renda Fixa Médio e Alto Risco
Fundos que buscam retorno por meio de investimentos em ativos de renda fixa, podendo manter mais de 20% de sua carteira em títulos de médio e alto risco de crédito (sendo aceitos títulos sintetizados através do uso de derivativos), incluindo-se estratégias que impliquem risco de juros e de índice de preços do mercado doméstico. Excluem-se estratégias que impliquem exposição de moeda estrangeira ou de renda variável (ações, etc.). Não admitem alavancagem.

• Previdência Balanceados
Fundos que buscam retorno no longo prazo através de investimento em diversas classes de ativos (renda fixa, ações, câmbio, etc.). Estes fundos utilizam uma estratégia de investimento diversificada e deslocamentos táticos entre as classes de ativos ou estratégia explícita de rebalanceamento de curto prazo. Estes fundos devem ter explicado o mix de ativos (percentual de cada classe de ativo) com o qual devem ser comparados (asset allocation benchmark). Sendo assim, não podem ser comparados a indicador de desempenho que reflita apenas uma classe de ativos (por exemplo: 100% CDI). Não admitem alavancagem.

• Previdência Multimercados Com Renda Variável
Classificam-se neste segmento os fundos que buscam retorno no longo prazo através de investimento em diversas classes de ativos (renda fixa, câmbio, etc.) incluindo renda variável (ações, etc.). Estes fundos não têm explicitado o mix de ativos com o qual devem ser comparados (asset allocation benchmark) e podem, inclusive, ser comparados a parâmetro de desempenho que reflita apenas uma classe de ativos (por exemplo: 100% CDI). Não admitem alavancagem.

Fundos de Renda Fixa:

• Referenciados DI

Fundos que objetivam investir, no mínimo, 95% do valor de sua carteira em títulos ou operações que busquem acompanhar as variações do CDI ou Selic, estando também sujeitos às oscilações decorrentes do ágio/deságio dos títulos em relação a estes parâmetros de referência. O montante aplicado em operações que busquem acompanhar as variações destes parâmetros de referência deve ser aplicado somente em operações permitidas para os Fundos Curto Prazo. Esses fundos seguem as disposições do artigo 94 da Instrução CVM nº 409.

• Renda Fixa
Fundos que buscam retorno por meio de investimentos em ativos de renda fixa (sendo aceitos títulos sintetizados através do uso de derivativos), admitindo-se estratégias que impliquem risco de juros e de índice de preços do mercado doméstico. Excluem-se estratégias que impliquem exposição de moeda estrangeira ou renda variável (ações, etc.). Devem manter, no mínimo, 80% de sua carteira em títulos públicos federais, ativos com baixo risco de crédito ou sintetizados, via derivativos, com registro e garantia das câmaras de compensação. Admitem alavancagem (um fundo é considerado alavancado sempre que existir possibilidade de perda superior ao patrimônio do fundo, desconsiderando-se casos de default nos ativos do fundo).

 

Conheça nossos fundos de investimento!

Lista de Fundos →

Assuntos relacionados

Perguntas Frequentes (FAQ)

Os prazos de aplicação e resgate variam dependendo do fundo. Essa informação está estabelecida no prospecto.
Haverá tributação dos ganhos obtidos em função do tipo de fundo. Se o fundo for de renda fixa, a alíquota do imposto irá variar de 22,5% a 15% sobre os rendimentos. Se for um fundo de ações (renda variável), a alíquota é de 15% sobre o ganho de capital. No caso dos fundos de renda fixa, haverá antecipação do imposto a pagar nos meses de maio e novembro, conhecido como come-cotas.
A rentabilidade varia de acordo com cada fundo. Veja a nossa tabela com as rentabilidades dos fundos de investimento distribuídos pelo investHB para você.
No investHB, você não tem valor mínimo para começar a investir. Quem determina o quanto vai investir é você, de acordo com o montante que deseja aplicar em cada tipo de fundo.
FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM A GARANTIA DO ADMINISTRADOR DO FUNDO, DO GESTOR DA CARTEIRA, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU, AINDA, DO FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITOS - FGC. A RENTABILIDADE OBTIDA NO PASSADO NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. A RENTABILIDADE DIVULGADA NÃO É LÍQUIDA DE IMPOSTOS. LEIA O PROSPECTO, O REGULAMENTO E A LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS ANTES DE INVESTIR. PARA AVALIAÇÃO DE PERFORMANCE DO FUNDO, É RECOMENDÁVEL UMA ANÁLISE DE, NO MÍNIMO, 12 (DOZE) MESES.
Este conteúdo foi elaborado pelo Administrador com fins meramente informativos, não devendo ser considerado como recomendação de investimento ou oferta para aquisição de cotas, nem servir como base única para tomada de decisão de investimento.